photo
Philip D. Walmer

Nascido nos EUA em 1941, formou-se em teologia de Conqueror’s Bible College em 1962 e ingressou no ministério no mesmo ano. Após 12 anos de ministério em vários níveis em sua terra natal, chegou ao Brasil em 1974, onde tem atuado como fundador de igrejas, pastor, evangelista, professor de seminário, entre vários cargos administrativos. Após quase 5 décadas de ministério ele anela compartilhar as coisas aprendidas no decorrer destes anos com pessoas que também anelam um ministério amplo e profundamente sucedido.

Devocional


 
5 Coisas Que Você Deve Fazer Com a Palavra de Deus

Por Michael J. Kruger E Adaptado Para O Português Por Philip D. Walmer

 

O Salmo 119 é um Salmo surpreendente. Não é somente o Salmo mais longo (176 versículos), mas é também o Salmo que trata mais diretamente do tópico das Escrituras. Praticamente todos os versículos, de uma forma ou de outra, referem-se à Palavra de Deus. Os termos usados que se referem a Palavra de Deus são usados em todos os versículos exceto os versículos 90, 121, 122,  e 132.

 

Davi (que é provavelmente o autor) usa uma variedade de terminologia para descrever a Palavra de Deus: mandamentos, leis, estatutos, preceitos, ordenanças, regras, palavras, testemunhos, etc. Todos se referem às Escrituras como existiam nos dias de Davi (essencialmente o Pentateuco).

 

Assim, o Salmo 119 é um dos melhores exemplos das Escrituras falando acerca das Escrituras. É a Palavra acerca da Palavra.

 

E nela encontramos Davi interagindo com a Palavra de Deus de cinco maneiras que deveriam ser paradigmáticas para todos os crentes:

 

1. Confiando na Palavra de Deus. Uma e outra vez, Davi expressa sua crença de que as Escrituras são verdadeiras (v.151). Ele crê neles (v.66). Ele confia na sua confiabilidade (v.42). Ele afirma: "As tuas palavras são em tudo verdade desde o princípio..." (v.160)

 

Este primeiro passo é chave. Se um crente não considera realmente a Palavra de Deus como sendo totalmente e inteiramente confiável, nenhum dos outros passos abaixo se seguirá. É por isso que a Igreja precisa ser rápida para lidar com as repetidas críticas à Bíblia que tantas vezes permeiam nossa cultura.

 

2. Estudando a Palavra de Deus. Davi não apenas creu na Palavra; ele era estudante da Palavra. Ele aprendeu Ela (v.73), ele procurou Ela (v.155), ele memorizou Ela (v.153), e regularmente meditou Nela (v.15).

 

Este passo deve naturalmente seguir o primeiro passo. Se a Palavra de Deus é realmente verdadeira, então devemos nos comprometer a sermos estudiosos diligentes da Palavra. Precisamos abraçá-La com nossas mentes e bem como com nossos corações.

 

3. Usando a Palavra de Deus. Uma coisa é crer e conhecer a Palavra. Outra coisa é confiar Nela. É excelente considerar ela como um guia durante as dificuldades e desafios da vida. É útil se apoiar Nela para encorajamento e esperança.

 

Davi repetidamente afirmava que ele usava a Palavra de Deus como um “conselheiro” (v.24), para dar “força” (v.28), e trazer “consolo em aflição” (v.50). Ele afirmava: "Tua palavra é uma lâmpada para os meus pés, e luz para o meu caminho." (v.105, BKJ Fiel) Em suma, a Palavra de Deus era a própria fonte de vida para Davi (v.156), e também pode ser para qualquer pessoa que Nela confia.

 

Isso nos lembra de um atributo muito importante da Palavra de Deus: Ela está viva. Ela é poderosa e ativa. Quando falamos acerca dos atributos das Escrituras, devemos lembrar que é mais do que apenas um livro de verdades (enciclopédias podem conter verdades também). Também é um livro vivo. É o lugar onde o Deus do universo nos encontra e se manifesta.

 

4. Deleitar-se na Palavra de Deus. O que é surpreendente é que Davi levava as coisas um passo além do que uma pessoa poderia esperar. Não era apenas uma questão de confiar Nela, estudá-La e usá-La. Ele realmente tinha afeição por Ela. Ele tinha uma profunda afinidade emocional em relação a Ela.

 

Ele “amava” a Palavra de Deus (v.159), “alegrava-se” nas promessas da Palavra (v.162), considerava as leis da Palavra como “maravilhas” (v.18), estimava a Palavra “melhor do que milhares de ouro ou prata” (v.72, BKJ Fiel), e "mais doces do que o mel à minha boca" (v.103, RC).

 

Estou convencido de que esta é a peça que falta para a maioria dos crentes hoje. Para muitos, a Bíblia é vista de maneira quase utilitariamente - como uma ferramenta mecânica e estéril que os cristãos devem usar. É como tomar seu remédio.

 

Em contraste, Davi tinha paixão, zelo e entusiasmo pela lei e pelos mandamentos de Deus. E a razão para isso não é difícil de encontrar. Davi amava a lei de Deus não porque ele era um legalista de coração. Ele amava a lei de Deus porque a lei refletia a natureza e o caráter de Deus. Ele amava a lei de Deus porque amava a Deus - e quem Deus é e como Ele é.

 

Qualquer cristão que diz que ama a Deus, mas depois despreza a lei de Deus, está vivendo uma vida de contradição. De fato, eles estão vivendo uma vida que é o oposto do Salmo 119. Amar a Deus é amar Sua lei.

 

5. Obedecendo à Palavra de Deus. Não surpreendentemente, as quatro características anteriores levam naturalmente a esta última. Davi repetidamente expressava seu desejo de realmente obedecer à lei de Deus. Ele queria segui-La, mantê-La e cumpri-La.

 

Em nosso mundo hoje, o conceito de “obedecer à lei” não é popular. Muitos vêem isso como contrário à graça. No entanto, duas coisas devem ser mantidas em mente. Primeiro, Davi não estava cumprindo a lei para ganhar a salvação - ele estava obedecendo por amor a Deus. Ele estava obedecendo de um coração de fé.

 

Segundo, devemos lembrar que o próprio Jesus era muito fixado em “obedecer à lei”. Antes de rapidamente desprezarmos o conceito de manutenção da lei, devemos nos lembrar que Jesus se deleitava em guardar a lei de seu Pai. Ele manteve-A absolutamente e perfeitamente - para nós. Ele obedeceu em nosso favor e seu estado de justiça nos é imputado pela fé.

 

De fato, Jesus incorpora todas essas cinco características. Ele confiou, estudou, usou, se deliciou e obedeceu à Palavra de Deus. De fato, ele fez todas essas coisas até mais do que o primeiro Davi. Enquanto Davi certamente serve como um exemplo do que fazer com a Palavra de Deus, Jesus é o melhor exemplo. Um maior que Davi veio. E ele amava a Palavra de Deus.

 

________________________________________

Para mais informações, visite o site do Dr. Kruger: Canon Fodder.

Avisos

Leitor,

Você quase não encontra tempo para ler Sua Bíblia. É difícil de ler alguns livros, então montei uma tabela de Leitura Bíblica que lhe ajudará. Vá até o site: www.simfiel.com.br/rec_adult.php

 

 

A dádiva de amizade verdadeira é que nos toma pela mão e faz nos lembrar que não estamos sozinhos nesta jornada.